JJ Parkour

Sobre

Equipe JJ Parkour.

Irmãos, praticantes e instrutores de Parkour. JJ e JC encontram-se engajados em iniciativas em prol desta arte corporal do movimento denominada Parkour.


JJ

Julio J. Rezende também conhecido como JJ, começou seus treinamentos em Setembro de 2006. Em sua trajetória percorreu diversos estados do Brasil, encontros regionais, trocou experiências com o Chile e a Venezuela e se aprimorou nas técnicas utilizadas pelos grupos locais.

Atualmente se encontra focado em ministrar aulas de Parkour com finalidade de agregar valor e disseminar seu conhecimento e experiência adquirida ao longo de seus 8 anos como praticante e instrutor.


JJ Missão:
Inspirar, motivar e incentivar tracers e traceuses a se dedicarem a atividade Parkour (assim são denominados(as) os(as) praticantes). Ao desenvolvimento da arte, assim como auxiliar os(as) iniciantes e curiosos/interessados.

O principal objetivo da minha missão é expandir o Parkour mantendo e fortalecendo os valores originais, o altruísmo, a autonomia que pode e deve ser conquistada pelo praticante dedicado, a filosofia e os princípios desde sua criação (David Belle - década de 90). Organizar encontros de praticantes com foco na integração social, troca de conhecimentos e experiências. Colaborar estruturando o cenário do Parkour Carioca em conjunto com os praticantes mais engajados e que se disporem a tal tarefa. Seguir trilhando o caminho que comecei na constância de treinos e da responsabilidade social através do Parkour. Esta missão não é impossível, e quem me conhece sabe do que estou falando... Caso você não me conheça, convido a saber um pouco mais sobre mim e parte da minha história:

Portifólio JJ


  • Canal Flow Goes - Matéria: "Parkour in Rio"
  • UERJ - Matéria sobre Parkour
  • UERJ (rádio) - Entrevista sobre Parkour
  • Parkour Chile - Entrevista sobre Parkour
  • BBC Londres - Copa das Confederações RJ - 2013
  • 1º Capítulo novela Salve Jorge (Traficantes no Morro)
  • Novela Flor do Caribe (Capanga na floresta)

  • JJ Visão:
    Ser referência nacional (e porque não internacional? ) como praticante e instrutor de Parkour. Em que sentido? Não aparecer mais ou ser mais famoso que ninguém, porém, gostaria de ser visto como fonte de inspiração, dedicação, esforço e engajamento com treinos, com a prática e principalmente com as pessoas (iniciantes e iniciados) perante a sociedade.

    Contribuir, somar, alavancar projetos envolvendo as principais áreas: cultura, esporte e lazer através do Parkour. Elevar a paixão pelo que faço ao nível mais alto. Ser lembrado pelo meu legado, força de vontade, garra e pela minha fé de que sempre podemos fazer algo a mais pelo próximo (seja ele(a) algum praticante ou não).
    Minha visão contém muita esperança e o sonho de que fazendo a minha parte e ajudando, sempre que possível, as pessoas com o mesmo entusiasmo faremos do mundo um lugar melhor, mais amplo, mais forte, útil e sustentável.

    Ser um embaixador brasileiro, um consultor, um cara que ajuda a transformar ideias, projetos e que acredita no Parkour, na sua expansão organizada, e no seu poder de transformação!